Batalha em Mossul deixa mais de 40.000 refugiados

Bagdá, 9 Nov 2016 (AFP) - Cerca de 42.000 pessoas abandonaram Mossul desde 17 de outubro, quando teve início a operação para retomar a cidade iraquiana das mãos do grupo Estado Islâmico (EI), informou a Organização para as Migrações (OIM).

A batalha de Mossul poderá deixar mais de um milhão de deslocados, segundo várias ONGs.

A maioria procede da província de Nínive, cuja capital é Mossul, mas a OIM também incluiu pessoas originárias de outras províncias em seu balanço.

Segundo moradores de Mossul e a ONU, o EI retém civis para serem usados como escudos humanos durante os confrontos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos