Missão da OEA destaca 'fortaleza institucional' de eleições nos EUA

Washington, 9 Nov 2016 (AFP) - A missão da Organização dos Estados Americanos (OEA) que observou as eleições presidenciais nos Estados Unidos destacou nesta quarta-feira a "fortaleza institucional" que marcou o processo.

"A democracia americana vai além das particularidades de um processo eleitoral. Está baseada em sua fortaleza institucional, na liberdade de expressão e de imprensa, no equilíbrio de poderes, no império da lei e dos princípios sobre os quais este país foi fundado", declarou a OEA.

A missão da OEA esteve presente nos estados de Califórnia, Colorado, Iowa, Kansas, Maryland, Minnesota, Montana, Nebraska, Nova York, Rhode Island, Virgínia e Wisconsin, além do Distrito de Columbia, onde está a capital, Washington.

Nos casos em que ocorreram inconvenientes para o exercício do voto, os problemas foram resolvidos "eficientemente com os procedimentos de contingência", assinalou a OEA.

Para a chefe da missão, a ex-presidente da Costa Rica Laura Chinchilla, os americanos "foram capazes de expressar suas divergências mediante os mecanismos institucionais, de maneira livre, harmoniosa e respeitosa".

A equipe da OEA não realizou um exame ou questionamento dos fundamentos do sistema eleitoral americano, mas sim do direito dos eleitores a votar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos