Giuliani não descarta processar Hillary por fraudes na Fundação Clinton

Washington, 10 Nov 2016 (AFP) - O ex-prefeito de Nova York Rudy Giuliani, um dos assessores mais próximos do presidente recém-eleito, Donald Trump, não descartou processar a democrata Hillary Clinton por suspeita de fraude na Fundação Clinton.

"É uma decisão difícil (...). É tradição, em política, passar para outra coisa. Mas é preciso ver se está certo" o que aconteceu com a candidata democrata, declarou à CNN.

Ex-procurador cotado para ser secretário da Justiça de Trump, Giuliani afirmou que Hillary Clinton "nunca foi investigada pelas centenas de milhões de dólares" que teria desviado - segundo ele - da Fundação Clinton.

"Uma Justiça igual para todos é um dos nossos princípios mais importantes", acrescentou Giuliani.

A Fundação Clinton foi criada por Bill Clinton depois que ele deixou a Casa Branca em 2001. Essa organização beneficente, que arrecadou cerca de US$ 2 bilhões desde sua criação, foi fortemente criticada pelos republicanos durante a campanha. Eles acusam Hillary Clinton de conflito de interesses na época em que era secretária de Estado e a sua fundação recebia importantes doações do exterior.

Em agosto passado, Donald Trump acusou sua oponente na corrida pela presidência de ter praticado uma forma de "corrupção" digna "do Terceiro Mundo", por meio da Fundação Clinton.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos