Premier da Escócia pede a Trump que abandone retórica 'abominável'

Edimburgo, 10 Nov 2016 (AFP) - A primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, pediu nesta quinta-feira ao presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, que abandone sua "abominável" retórica e trabalhe para fortalecer os vínculos com a terra natal de sua mãe.

Sturgeon afirmou diante do Parlamento escocês que não está disposta a se manter em silêncio diante das "atitudes de racismo, sexismo, misoginia e intolerância" de Trump.

A mãe de Trump nasceu na ilha de Lewis, no noroeste da Escócia, e o presidente eleito possui vários campos de golfe na região. Mas durante a campanha presidencial, as autoridades escocesas se distanciaram do então candidato republicano, após suas polêmicas declarações sobre fechar as fronteiras dos EUA aos muçulmanos.

"Espero que Trump presidente seja muito diferente do Trump candidato", insistiu Sturgeon.

"As relações entre Estados Unidos e Escócia são de longa duração e estão baseadas em vínculos de família, cultura e negócios", recordou Sturgeon.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos