Indonésia elege sua Miss Transgênero em sigilo

Em Jacarta

Mulheres transgênero vestidas com roupas brilhantes e lantejoulas desfilaram nesta sexta-feira para uma multidão extasiada em um salão de Jacarta. A escolha da preferida foi feita em segredo, para não despertar a ira dos islamitas.

Pie Nabh Tappii, de 28 anos, ganhou o título de Miss Transgênero entre 18 competidoras.

"Estou feliz, mas também sinto vontade de chorar... Não esperava", declarou Tappii à AFP após sua vitória.

Além da coroa, a recompensa inclui dez milhões de rúpias (cerca de 600 dólares) e um troféu de dois metros de altura.

O concurso, celebrado em grande sigilo, e só foram convidados alguns veículos de imprensa. Os organizadores pediram aos assistentes que não enviassem fotos para as redes sociais, na tentativa de evitar a ira dos islamitas.

A pressão dos fundamentalistas na Indonésia é crescente. Recentemente interromperam um festival sobre temas femininos e aumentaram os ataques contra a minoria cristã.

A Constituição do país reconhece oficialmente seis religiões, mas a maioria de seus 255 milhões de habitantes pratica um Islã moderado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos