Presidente de um jornal de oposição turco é preso

Istambul, 11 Nov 2016 (AFP) - O presidente do diretório do jornal opositor turco Cumhuriyet, Akin Atalay, foi detido nesta sexta-feira, informou o jornal, somando-se assim aos nove jornalistas que foram presos na semana passada.

Atalay foi detido ao chegar ao aeroporto Ataturk de Istambul, procedente da Alemanha, informou o Cumhuriyet em seu site.

Sobre ele pesava uma ordem de prisão no âmbito de uma investigação por "atividades terroristas".

Quando desembarcava do avião, policiais o detiveram e o levaram a um carro estacionado na pista do aeroporto, acrescentou o jornal.

Na semana passada, nove jornalistas do Cumhuriyet, entre eles o chefe de redação Murat Sabuncu, foram detidos, uma medida que levantou uma onda de críticas nas organizações de defesa dos Direitos Humanos e na comunidade internacional.

O Ministério Público anunciou então que as prisões ocorriam devido a uma investigação por "atividades terroristas" vinculadas ao movimento do pregador Fethullah Gülen, acusado de ter organizado o golpe de Estado frustrado, e ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

Cumhuriyet, um jornal da oposição totalmente crítico ao presidente Recep tayyip Erdogan, afirmou que após as detenções de seus jornalistas lutará até o fim, em um país onde a imprensa é uma das vítimas dos expurgos realizados pelas autoridades depois da tentativa de golpe de julho.

Entre os colaboradores do jornal que foram detidos na semana passada figuram o cronista Kadri Gürsel e o chargista Musa Kart.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos