Hillary põe derrota eleitoral na conta do diretor do FBI

Washington, 12 Nov 2016 (AFP) - Hillary Clinton responsabilizou o diretor do FBI, James Comey, neste sábado (12), por sua derrota eleitoral, alegando que o anúncio de reabertura da investigação sobre os e-mails da democrata feito por ele foi um duro golpe em sua campanha.

Ao explicar as razões de sua derrota em uma teleconferência com a comissão de finanças de sua campanha e com doadores, a ex-secretária de Estado mencionou - entre outros fatores - "as dúvidas infundadas semeadas por Jim Comey", que "frearam nosso impulso", como relatou um dos participantes ao "site" de informações Quartz.

Pouco antes da eleição em 8 de novembro, o diretor do FBI - a Polícia Federal americana - havia anunciado que a agência estava examinando uma nova série de e-mails de um servidor privado usado por Hillary quando era secretária.

Em 6 de novembro, dois dias antes das eleições, Comey afirmou que a análise dos e-mails não havia revelado nada de significativo e que o FBI não iniciaria qualquer procedimento contra a democrata.

Esse segundo anúncio não mudou a postura do eleitorado - considerou Hillary, segundo a mesma fonte. Um outro doador disse à rede americana CNN que os anúncios do FBI foram "muito duros de superar" para a campanha democrata.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos