Moradores de Veneza se manifestam contra impacto da invasão turística

Veneza, 12 Nov 2016 (AFP) - Centenas de moradores de Veneza se manifestaram neste sábado pelas ruas da cidade alertando para o êxodo que está acontecendo por pressão do turismo, que encarece os aluguéis e dificulta a vida dos locais.

Cerca de 300 pessoas fizeram uma passeata pelo centro histórico durante esta manifestação, batizada de Venexodus, sob o olhar dos turistas.

"Sem os venezianos, já não me chamo Veneza", "Adeus, Veneza" e "Não irei, ocupo e resisto", diziam cartazes exibidos pelos moradores.

Diante da prefeitura, um homem vestido de "doge", como eram conhecidos os líderes históricos da República de Veneza, subiu em uma gôndola, para simbolizar a fuga dos habitantes.

"Veneza perde mil habitantes por ano. Agora, tem menos de 55 mil, comparado com 100 mil há 40 anos. O risco é grande. Estamos nos tornando uma Pompeia, cidade que as pessoas visitam, que dizem que é magnífica, mas onde ninguém mora", disse à AFP Matteo Secchi, presidente da associação Venessia.com, que organizou a manifestação.

"Os venezianos não são contra os turistas. É justo que possam visitar Veneza, mas também é justo que os venezianos possam viver aqui. O desafio é conseguir administrar estes dois mundos diferentes", assinalou.

Os manifestantes pediram uma política verdadeira de alojamento público, diante da explosão dos aluguéis. Os proprietários preferem os aluguéis de curta temporada, e os moradores afirmam que existem 2 mil apartamentos do setor público vazios.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos