Netanyahu pede cautela a ministros israelenses após vitória de Trump

Jerusalém, 13 Nov 2016 (AFP) - O premier de Israel, Benjamin Netanyahu, pediu neste domingo a seus ministros que sejam cautelosos em relação à vitória do candidato à presidência americana Donald Trump, após declarações de políticos no sentido de que um Estado palestino estaria descartado.

Netanyahu mostrou comedimento após a vitória do republicano nas eleições presidenciais americanas, no último dia 8, limitando-se a cumprimentá-lo e manifestar intenção de trabalhar com ele.

Mas ministros e deputados de direita aproveitaram o sucesso de Trump para pedir que seja descartada a solução de dois Estados, que serviu de base para as negociações com os palestinos durante anos.

No conselho de ministros, Netanyahu afirmou: "O presidente eleito e eu decidimos nos reunir em breve para discutir os temas importantes da agenda entre Estados Unidos e Israel."

"Peço a todos os ministros, vice-ministros e parlamentares que tornem possível que o próximo governo americano formule conosco sua política para Israel e a região usando canais adequados e serenos, e não entrevistas e declarações", acrescentou o premier.

Israel se preocupa com a possibilidade de o presidente Barack Obama promover, antes de deixar o poder, em 20 de janeiro, uma resolução na ONU sobre o conflito com os palestinos, à qual se opõe o Estado hebreu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos