EUA respeitarão acordos internacionais, diz chefe de segurança nacional (AFP)

Washington, 14 Nov 2016 (AFP) - Os Estados Unidos respeitarão os compromissos de defesa mútua assinados com seus aliados, afirmou nesta segunda-feira à AFP a Conselheira de Segurança Nacional, Susan Rice, em seus primeiros comentários públicos após a vitória de Donald Trump nas eleições americanas.

"O peso deste gabinete e o peso da liderança global dos Estados Unidos, e as responsabilidades que isto implica, e a história que compartilhamos, os interesses que existem, tornam razoável para nossos aliados e parceiros esperar que os Estados Unidos vão respeitar suas obrigações", declarou.

No campo comercial, Rice admitiu que o controverso acordo Trans-Pacífico agora representa um "desafio", mas continua sendo de interesse estratégico para os Estados Unidos.

O presidente Barack Obama impulsionou o chamado Trans-Pacific Partnership (TPP), integrado por 12 países, mas o presidente eleito, Donald Trump, prometeu retirar-se dele, alegando que provocará perda de empregos no país.

"O TPP é obviamente um desafio atualmente", disse Rice à AFP, advertindo que se não for alcançado um acordo, isto deixará um vácuo.

"O comércio não se deterá, continuará, seremos parte dele, mas não seremos tão capazes de estabelecer o marco que sirva a nossos valores e nossos interesses", advertiu.

"Isso deixa um vácuo para que países como a China e outros o ocupem, algo que não é do nosso interesse", acrescentou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos