Justiça israelense mantém demolição de colônia polêmica ainda este ano

Jerusalém, 14 Nov 2016 (AFP) - A Suprema Corte israelenses rejeitou nesta segunda-feira o pedido do governo de adiar a demolição de Amona e manteve a data máxima de 25 de dezembro para destruir esta colônia emblemática da Cisjordânia ocupada.

"A evacuação deve acontecer antes de 25 de dezembro. O tribunal rejeita o adiamento solicitado pelo Estado", afirmou a Corte.

mib-lal/feb/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos