Maduro pede a Obama anulação de decreto contra Venezuela antes de Trump

Caracas, 14 Nov 2016 (AFP) - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, fez um apelo a Barack Obama, neste domingo (13), para que derrogue o decreto que classifica seu governo como uma "ameaça" antes de entregar o poder ao republicano Donald Trump no início do ano que vem.

"Aspiro a que (o presidente) Barack Obama corrija antes de finalizar seu governo e derrogue o decreto que considera a Venezuela uma ameaça incomum e extraordinária para a segurança dos Estados Unidos", declarou Maduro, em seu programa semanal de televisão.

"Senhor Obama, você pode ganhar o respeito e a confiança da Venezuela", acrescentou.

Washington declarou a Venezuela como uma "ameaça" em 2015, sendo mais um capítulo nas tensas relações bilaterais desde o governo do falecido Hugo Chávez (1999-2013).

Maduro disse que, nos próximos dias, conversará com o secretário de Estado americano, John Kerry, para lhe pedir que "diga a Barack Obama que derrogue o decreto contra a Venezuela antes de deixar o poder", em 20 de janeiro próximo.

"Eu já mandei três cartas para Obama e ainda não me respondeu", acrescentou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos