Canadá ressalta amizade com Cuba apesar de eleição de Trump

Havana, 16 Nov 2016 (AFP) - O Canadá manterá inalterada sua tradicional amizade com Cuba apesar da eleição de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos, pois não há contradição em ser um bom amigo de ambos, afirmou o primeiro-ministro Justin Trudeau.

"As eleições dos Estados Unidos não vão mudar a relação forte, que é uma relação entre sócios e amigos, entre Canadá e Cuba", disse Trudeau em Havana, na presença do presidente Raúl Castro.

O primeiro-ministro canadense dialogou com estudantes na Aula Magna da Universidade Havana, em seu segundo e último dia de visita à ilha.

Durante sua estadia, Trudeau se reuniu com o Raúl e também com setores da sociedade civil, que não incluíram dissidentes nem organizações muito próximas ao governo.

Amigo dos EUA e de CubaTrudeau explicou que a economia e a sociedade do Canadá estão muito conectadas com as dos Estados Unidos, "independentemente de quem os americanos elegem para seu presidente".

"A relação entre Canadá e Estados Unidos é mais profunda que a relação entre um presidente e um primeiro-ministro" e "nossa relação tem que continuar a ser assim ao longo dos próximos anos", disse.

No entanto, "o Canadá sempre foi um amigo verdadeiro e sincero de Cuba e nunca vimos uma contradição entre ser grandes amigos de Cuba e ser bons amigos e sócios dos Estados Unidos", acrescentou.

Canadá e México foram os únicos dos países da América que não romperam relações com Cuba nos anos 60 a instâncias de Estados Unidos, que buscou isolar o governo comunista de Fidel Castro.

Ottawa demonstrou ser contrário ao embargo americano a Cuba, que afeta companhias canadenses, mas ressaltaram que não podem dar palpite na política de Washington.

"Não é nosso trabalho dizer a nossos amigos e a nossos sócios o que devem fazer e o que não devem de fazer".

Esta visita a Cuba tem um aspecto pessoal para o governante canadense, cujo pai, o ex-primeiro-ministro Pierre Elliott Trudeau, cultivou laços estreitos com Fidel Castro na década de 1970.

Não se descarta que antes de partir de Cuba Trudeau visite Fidel Castro, de 90 anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos