Regime sírio e Rússia voltam a bombardear Aleppo e província de Idleb

Beirute, 16 Nov 2016 (AFP) - Os aviões do regime sírio e de sua aliada Rússia bombardearam na madrugada de quarta-feira a área rebelde de Aleppo e a província de Idleb, um dia depois de Moscou ter anunciado uma nova ofensiva militar na Síria, informou uma ONG.

"Os aviões militares russos atacaram toda a noite e até a manhã várias regiões de Idleb", uma província do noroeste da Síria controlada por uma aliança de rebeldes e jihadistas, afirmou à AFP Rami Abdel Rahmane, diretor do Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

"Ao mesmo tempo, a aviação do regime bombardeou os bairros do leste de Aleppo", completou, a respeito da segunda maior cidade da Síria, dividida entre setores sob controle do governo e outros dominados pelos rebeldes.

Após uma pausa de um mês, o regime de Bashar al-Assad retomou na terça-feira a campanha contra o setor rebelde da ex-capital econômica síria, no mesmo dia em que Moscou anunciou uma nova ofensiva, oficialmente contra os extremistas de Idleb e de Homs (centro).

Os bombardeios russos foram executados a partir do porta-aviões Almirante Kuznetsov, que chegou na semana passada às costas sírias para reforçar o dispositivo militar russo no país em guerra desde 2011.

Moscou apoia as forças do regime sírio, enquanto Washington auxilia a rebelião considerada moderada.

Aleppo, onde 250.000 pessoas vivem cercadas nos bairros da zona leste há quase quatro meses, é uma cidade chave tanto para o regime de Bashar al-Assad como para seus opositores, que se enfrentam em uma guerra que já deixou mais de 300.000 mortos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos