ONU adverte sobre violência na Colômbia por "vazio de poder" das Farc

Bogotá, 18 Nov 2016 (AFP) - A ONU advertiu nesta quinta-feira sobre a violência em alguns pontos da Colômbia pelo surgimento de grupos criminosos que buscam ocupar o "vazio de poder" deixado pela guerrilha Farc.

"Há mudanças importantes nas zonas afetadas pelo conflito: hoje em dia há mais e mais problemas com a entrada de outros grupos ilegais", disse o representante do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos na Colômbia, Todd Howland.

Em meio ao processo de paz, os rebeldes se agruparam nas áreas onde deveriam entregar progressivamente as armas, mas estão "deixando vazios de poder sem transformar as economias ilícitas" que atraem outros grupos armados ilegais, explicou em coletiva de imprensa.

Segundo Howland, "há um problema real (...) em razão de um aumento da violência em várias partes do país por falta de implementar (...) de maneira integral os acordos", que preveem, por exemplo, a substituição de cultivos ilícitos, geradores de violência.

Howland detalhou que a costa do "Pacífico é um dos lugares mais afetados neste momento por esses vazios de poder", que também impactaram setores do departamento de Antioquia (nordeste).

Na maioria dessas zonas é forte o cultivo de folha de coca, base para a cocaína, e a exploração de mineração ilegal. Também são regiões chave para as rotas internacionais do narcotráfico.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos