Os pontos-chave sobre o fórum da Apec

Lima, 17 Nov 2016 (AFP) - O fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec) busca promover o comércio, o investimento e o crescimento na região mais dinâmica do mundo.

Sua 28ª reunião, que ocorrerá entre os dias 17 e 20 de novembro em Lima, acontece em meio a incertezas após a eleição de Donald Trump para a Presidência dos Estados Unidos, a maior economia do mundo e membro do bloco, mas com um novo governante crítico dos acordos comerciais.

Quem são os integrantes?A Apec conta com 21 membros, entre eles as três maiores economias do planeta. Foi criada em 1989 para aproveitar a crescente interdependência da região e é composta por: Austrália, Brunei, Canadá, Chile, China, Hong Kong, Indonésia, Japão, Malásia, México, Nova Zelândia, Papua Nova Guiné, Peru, Filipinas, Rússia, Cingapura, Coreia do Sul, Taiwan, Tailândia, Estados Unidos e Vietnã.

Qual é seu peso no mundo?Os 21 membros do fórum somam 57% da economia mundial e totalizam um Produto Interno Bruto de 41 bilhões de dólares. Também somam 49% do comércio do planeta e 40% da população mundial - cerca de 3 bilhões de pessoas.

Quem irá participar?Os presidentes da China, Xi Jinping; Japão, Shinzo Abe; e Rússia, Vladimir Putin. Também será a despedida de Barack Obama antes de deixar a Casa Branca em 20 de janeiro. Da América Latina está confirmada a presença da presidente do Chile, Michelle Bachelet, e espera-se a participação do presidente mexicano, Enrique Peña Nieto.

A Cúpula será conduzida pelo presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, como anfitrião.

Além disso, comparecerão a diretora-gerente do FMI, Christine Lagarde, e o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg.

O que buscam?Será discutido o futuro das políticas de comércio internacional, o desenvolvimento e as condições de vida de 3 bilhões de pessoas da região da Apec, através das seguintes prioridades:

A integração econômica regional na agenda de crescimento, o fomento do sistema regional de alimentos, a modernização das PME e o investimento no desenvolvimento do capital humano.

O fórum funciona sobre a base de compromissos não-vinculantes e as decisões são tomadas em consenso.

Quais são os temas-chave?Um tema importante será, sem dúvida, o futuro do livre comércio, em um momento em que o maior sócio do fórum, os Estados Unidos, terá como novo presidente o polêmico magnata Donald Trump, obstinado crítico dos acordos comerciais e promotor do protecionismo.

Também irão debater o destino do Acordo Transpacífico (TPP), impulsionado amplamente pelo presidente em fim de mandato Barack Obama, mas rejeitado por Trump.

A China, excluída do TPP, incentiva a Área de Livre Comércio da Ásia e Pacífico (FTAAP) e a Associação Econômica Integral Regional (RCEP).

Os membros da Apec são assinantes de um total de 144 acordos de livre comércio, bilaterais ou regionais. O objetivo do fórum é trabalhar em sua "convergência", para que não sigam "em diferentes direções".

A cúpula anual de 2017 ocorrerá no Vietnã.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos