Premiê francês não descarta vitória da extrema-direita em 2017

Berlim, 17 Nov 2016 (AFP) - O primeiro-ministro francês Manuel Valls considerou nesta quinta-feira em Berlim "possível" que Marine Le Pen, candidata do partido de extrema-direita Frente Nacional, vença as eleições presidenciais de maio de 2017.

"É possível", respondeu Valls ao ser questionado sobre a chance de Le Pen vencer as eleições, durante um fórum econômico.

"Todas as pesquisas mostram que a candidata Marine Le Pen estará no segundo turno (...) Isto significa que o equilíbrio da vida política francesa mudará totalmente", afirmou o chefe de Governo, que alertou para o "perigo que representa a extrema-direita".

"Com certeza não confundo tudo, Trump era o candidato de um grande partido, o Partido Republicano, que já dominava o Congresso e muitos estados americano. Mas são o seu discurso e as suas propostas que preocupam", completou Valls.

A Frente Nacional chegou ao segundo turno das eleições presidenciais em 2002, quando Jean-Marie Le Pen, pai da atual candidata do partido, eliminou, para surpresa de todos, o primeiro-ministro socialista Lionel Jospin, antes de sofrer uma ampla derrota na votação decisiva para o conservador Jacques Chirac.

Diante do auge do "populismo", Valls defendeu "uma globalização a serviço dos povos" para responder à revolta.

Também fez um apelo para que a Europa a "saia da inocência" no comércio internacional. Sobre a imigração disse que o continente precisa dizer mais claramente "quem pode e quem não pode entrar e ficar" em território europeu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos