Síria rejeita ideia da ONU sobre administração autônoma rebelde em Aleppo

Damasco, 20 Nov 2016 (AFP) - O regime sírio rejeitou a ideia do enviado da ONU de uma "administração autônoma" dos rebeldes na cidade de Aleppo, anunciou neste domingo o ministro das Relações Exteriores.

Walid Mualem falou com a imprensa pouco depois de uma reunião com o representante da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, que visita Damasco para debater um plano de trégua na segunda maior cidade da Síria.

De Mistura "falou de uma administração autônoma no leste de Aleppo", afirmou Mualem em uma entrevista coletiva.

"Afirmamos que rejeitamos completamente", destacou, antes de questionar "como é possível que a ONU pretenda recompensar terroristas", termo utilizado pro Damasco para designar rebeldes e jihadistas.

Em uma entrevista no início da semana ao jornal britânico The Guardian, Mistura sugeriu que o governo sírio reconhecesse a administração estabelecida de fato pelos rebeldes nos bairros do leste de Aleppo, não controlados pelo regime desde 2012.

Em contrapartida, centenas de jihadistas do grupo Fateh al-Sham (ex-braço sírio da Al-Qaeda) deveriam deixar a zona onde vivem mais de 250.000 civis, sitiados há quatro meses, e submetidos a intensos bombardeios por parte do regime.

"Nós afirmamos que concordamos sobre a necessidade de que os terroristas saiam do leste de Aleppo (...) ,as que não é possível que 275.000 de nossos cidadãos continuem sendo reféns de 5.000, 6.000, 7.000 homens armados", explicou Mualem.

"Nenhum governo no mundo aceitaria isto. As instituições do Estado devem retornar ao leste de Aleppo", completou.

A ONU se declarou no sábado "extremamente triste e horrorizada com a recente espiral de violência em várias regiões da Síria" e pediu "a todas as partes que interrompam os ataques indiscriminados contra os civis e as infraestruturas civis".

A demanda se refere em especial a Aleppo, onde o regime de Bashar al-Assad executa bombardeios com uma intensidade brutal contra os bairros rebeldes da ciddade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos