Meninas grávidas salvadorenhas são casadas à força com seus parceiros

San Salvador, 21 Nov 2016 (AFP) - Metade das meninas e adolescentes salvadorenhas grávidas são forçadas a se casar com seus parceiros, acabando com suas chances de estudar, assinala um relatório da ONU divulgado nesta segunda-feira.

Uma média de 69 crianças e adolescentes entre 10 e 17 anos ficam grávidas todos os dias neste país, das quais 55% vivem em uma união de fato e apenas 7,1% são casadas.

"Entretanto, metade dessas uniões são tidas como forçadas, de acordo com o relatado por elas", advertiu nesta segunda-feira um estudo do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA).

Segundo a pesquisadora Paula Martes, a maioria dessas meninas pertence aos setores social e economicamente "mais desfavorecidos".

O representante do UNFPA em El Salvador, Hugo González, declarou à AFP que o estudo "evidencia qual é a situação que essas meninas estão vivendo e como a união precoce e a maternidade as coloca em uma situação lamentável de violência, pobreza e falta de acesso ao exercício de seus direitos".

"A ocorrência de uniões neste segmento constitui uma clara violação dos direitos fundamentais, evidenciada pelo fato de que 5 em cada 10 (meninas) informam ser vítimas de algum tipo de violência dentro da relação", adverte o estudo.

Em virtude da "interrupção precoce" do processo educativo, a média de escolaridade dessas meninas é de apenas 5,7 anos e, devido às condições de pobreza, algumas delas procuram trabalho ainda que 7 em cada 10 sejam "inativas".

O estudo foi feito com uma amostragem de 424 crianças e adolescentes que fizeram o parto em 2012.

As participantes da pesquisa, segundo o UNFPA, provêm de um ambiente com uma "alta vulnerabilidade de seus direitos, evidenciado pelo fato de que 13% foram vítimas de violência sexual, número que aumenta para 38% nas meninas entre 10 e 12 anos".

Na maioria dos casos, a pesquisa determinou que o agressor é um membro de sua família, principalmente pais, padrastos, tios e primos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos