Turquia emite ordem de prisão contra líder curdo-sírio

Istambul, 22 Nov 2016 (AFP) - As autoridades turcas emitiram nesta terça-feira uma ordem de prisão contra o copresidente do Partido da União Democrática (PYD, curdos sírios), Saleh Muslim, em relação a um atentado cometido em Ancara, em fevereiro passado, informou a agência pró-governamental Anadolu.

A justiça turca pediu no total a prisão de 48 pessoas, entre elas os líderes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, rebeldes curdos turcos), uma organização considerada "terrorista" por Ancara.

A facção armada do PYD, um grupo também classificado como "terrorista" pela Turquia, faz parte da coalizão curdo-árabe que luta contra os radicais do grupo Estado Islâmico (EI) na Síria, com o apoio de Washington.

As ordens de prisão foram interpostas em relação a um atentado com carro-bomba contra um comboio que causou 30 mortos em 17 de fevereiro, em Ancara.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos