Sindicato denuncia que Airbus quer suprimir mais de mil postos

Toulouse, França, 23 Nov 2016 (AFP) - O construtor europeu Airbus suprimirá mais de 1.000 postos de trabalho, principalmente na França, como também na Alemanha, como parte de seu plano de reestruturação, indicou o sindicato francês FO, majoritário no grupo.

De seu lado, o sindicato cristão CGTC cifrou em 780 os postos que serão eliminados sem justificativa real.

Um porta-voz da Airbus não quis comentar a informação, recordando que a lei obriga primeiro negociações com os atores sociais.

A reestruturação do grupo, anunciada em setembro, consiste em fazer a fusão das sedes do setor das áreas aviação comercial (Airbus SAS) e do grupo (Airbus Group SAS), até meados de 2017.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos