Cinco anos de prisão por matar um cachorro na Califórnia

Los Angeles, 2 dez 2016 (AFP) - Um juiz da Califórnia condenou na quinta-feira a cinco anos de prisão um homem que espancou um cachorro até a morte.

Efren Rodríguez Martínez, de 55 anos, se declarou culpado da acusação de crueldade contra um animal. Era um terrier misto de três anos, que sobreviveu por dois dias em um centro veterinário depois do ataque.

Vizinhos de Rodríguez, que vive em Whitewater (160 km a oeste de Los Angeles), declararam às autoridades que Martínez havia batido na cabeça do cachorro, conhecido como "Rusty", com um pau e depois lançado seu corpo por cima da cerca traseira de sua casa em direção ao deserto.

O incidente foi registrado no dia 8 de junho de 2015 e Rodríguez, que a princípio se declarou inocente, foi preso um mês depois.

A princípio foi declarado mentalmente incapaz para encarar o julgamento, mas a decisão foi revertida.

O comandante do Serviço de Proteção de Animais, Chris Mayer, comemorou a decisão e agradeceu ao procurador do distrito por ter encarado o caso "com muita seriedade".

"Como a pena de prisão não é comum na maioria dos casos de crueldade de animais, estamos extremamente satisfeitos com o fato de o senhor (Rodríguez) Martínez ter recebido este nível de punição", indicou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos