Prefeitos dos EUA defendem pontes e não muros com México

México, 2 dez 2016 (AFP) - Os prefeitos de distintas cidades dos Estados Unidos, reunidos no fórum de liderança contra a mudança climática que se realiza no México, defenderam o estabelecimento de "pontes" no lugar da "construção de muros", diante da promessa do presidente eleito dos EUA, Donald Trump, de levantar uma parede na fronteira.

"Outros acreditam que podem construir muros, mas acreditamos que podemos ter pontes para superar estes muros", declarou o prefeito de Seattle, Ed Murray, em entrevista coletiva à margem do Fórum de Liderança contra a Mudança Climática das Cidades (C40).

Ao lado de seus colegas de Washington, Nova York, Austin, Phoenix e Portland, Murray declarou que "não somos ingênuos em relação ao clima político que enfrentaremos no futuro, mas acreditamos em poder oferecer liderança".

O vice-prefeito de Nova York, Tony Shorris, disse que "nossa cidade sempre estará comprometida com a integração social e a imigração".

Os prefeitos afirmaram que manterão seus esforços ambientais, ante o ceticismo expressado por Trump sobre a mudança climática, ao anunciar um acordo com a Cidade do México em matéria ecológica e cultural.

"Todos reconhecemos que uma eleição não vai mudar quem somos nas cidades dos Estados Unidos. Os valores não mudam com as eleições", disse Muriel Bowser, prefeita de Washington D.C.

"Oportunidade e risco são faces de uma mesma moeda", acrescentou Bowser, indicando que poucos imaginavam que Trump ganharia as eleições de 8 de novembro nos Estados Unidos.

"Dizem que ele quer gastar 3 trilhões de dólares em infraestrutura (...) e nós que estamos interessados em combater a mudança climática precisamos garantir que estes trilhões sejam utilizados de maneira sustentável".

Os prefeitos concordaram em que são necessárias políticas fortes para se combater a mudança climática, e que não recuarão porque "isto não se trata de um líder, de uma pessoa, e sim dos nossos filhos, das gerações futuras", ressaltou Greg Stanton, prefeito de Phoenix.

Na quarta-feira, primeiro dia do encontro, prefeitos de 38 cidades dos Estados Unidos enviaram uma carta a Trump para comunicar que continuarão com seus esforços contra a mudança climática.

Trump tem dito que a mudança climática é uma invenção dos chineses e ameaça revogar o compromisso dos Estados Unidos com o acordo de Paris.

As cidades do C40 representam, em conjunto, 650 milhões de cidadãos, geram 25% do PIB mundial e respondem por apenas 7% das emissões urbanas do mundo.

str-dsc/yow/lr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos