Polícia do Azerbaijão mata extremista suicida perto de shopping

Baku, Azerbaijão, 3 dez 2016 (AFP) - As forças de segurança do Azerbaijão anunciaram neste sábado que mataram um suposto extremista islâmico quando ele estava prestes a ativar sua carga explosiva perto do maior centro comercial da capital Baku.

O homem, identificado como Jami Emin, de 38 anos, "morreu nos arredores do shopping Bima ao tentar detonar o seu cinto de explosivos, quando os agentes estavam prestes a prendê-lo", informou a Agência de Segurança Nacional em um comunicado.

Emin tinha cumprido uma pena de nove anos de prisão por "participar de uma fracassada conspiração terrorista em 2007", dirigida contra as embaixadas americana e britânica em Baku, e havia sido libertado no início deste ano, segundo o comunicado.

"Os serviços de segurança receberam relatórios da inteligência indicando que ele estava planejando atos terroristas no Azerbaijão", explica o texto.

Quando desmantelaram o complô em outubro de 2007, os serviços de segurança explicaram que haviam desativado um "grupo armado afiliado à Al-Qaeda".

Um mês depois, o líder do grupo, Aby Jafar, foi preso em Baku com 20 membros do grupo, incluindo Jami Emin.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos