Trump promete mais ajuda ao Afeganistão, diz presidente afegão

Cabul, 3 dez 2016 (AFP) - O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que seu país "permanecerá junto" ao Afeganistão durante seu mandato e pode reforçar seu apoio, segundo um comunicado da presidência afegã publicado neste sábado.

"O presidente eleito Trump afirmou que os Estados Unidos permanecerão juntos ao governo e ao povo afegãos durante seu mandato" e "sua administração, após avaliação das necessidades, reforçará seu apoio em termos de segurança", afirmou a presidência afegã.

Segundo o comunicado, Trump e o presidente afegão, Ashraf Ghani, conversaram na sexta-feira por telefone pela primeira vez, ao menos de forma oficial, desde a eleição no dia 8 de novembro do magnata como presidente de seu país.

Desde o início de 2015, as forças afegãs devem realizar por conta própria o combate aos talibãs: oficialmente, as forças da Otan têm apenas um papel de formação e assessoramento.

O presidente Barack Obama precisou renunciar ao plano de retirada programada das tropas americanas e deixar 8.400 soldados em solo afegão em 2017 diante das dificuldades das forças afegãs frente aos ataques talibãs.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos