Responsável municipal e duas jornalistas morrem baleadas na Finlândia

Helsínquia, 4 dez 2016 (AFP) - A presidente do conselho municipal da cidade finlandesa de Imatra, perto da fronteira com a Rússia, e duas jornalistas locais morreram baleadas ao sair de um restaurante na noite de sábado, anunciou a polícia neste domingo.

As três mulheres foram assassinadas por um homem armado com um fuzil, que foi detido e cujo interrogatório neste domingo não esclarecia qual era o motivo do crime, indicou a polícia, citada pela agencia de notícias STT.

As vítimas podem ter sido escolhidas ao acaso e a polícia revelou que o suspeito, de 23 anos, já havia sido condenado por atos de violência.

Segundo as primeiras investigações, o indivíduo teria agido sozinho e não se busca outro suspeito neste caso.

Imatra, no sudeste da Finlândia, tem 27.500 habitantes.

O prefeito da localidade, Pertti Lintunen, confirmou à agência de notícias que a responsável municipal, a social-democrata Tiina Wilén-Jäppinen, nascida em 1963, era uma das vítimas.

A identidade das duas jornalistas, nascidas em 1964 e 1980, não foi revelada.

A Finlândia tem uma criminalidade relativamente baixa em comparação com outros países europeus, mas seus habitantes, fãs da caça, estão entre os que possuem o maior número de fuzis no mundo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos