Energia nuclear: empresas podem pedir compensação à Alemanha

Karlsruhe, Alemanha, 6 dez 2016 (AFP) - As empresas de energia poderão solicitar indenizações à Alemanha, depois que o governo ordenou o fechamento de várias centrais nucleares após o acidente de Fukushima (Japão) em 2011, sentenciou nesta terça-feira a Corte Constitucional de Karlsruhe (oeste).

Embora a decisão de fechar estas centrais fosse legal, os juízes consideraram que as companhias têm o direito de exigir uma compensação apropriada do governo. O tribunal não especificou, no entanto, nenhuma quantia para estas indenizações.

As companhias alemãs EON e RWE e a sueca Vattenfall denunciaram o Governo ante o tribunal no âmbito de uma longa batalha sobre o fechamento de centrais, e exigiram indenizações milionárias pelo que consideram uma "expropriação" de seus ativos.

A sentença do tribunal representa um revés para a chanceler Angela Merkel, que transformou a retirada da energia nuclear em um dos símbolos de sua política.

O governo de Merkel decidiu deter as atividades de oito centrais mais antigas da Alemanha após o acidente nuclear ocorrido na cidade japonesa de Fukushima em 2011. Antes de 2022 serão fechadas as outras nove usinas situadas em território alemão.

A decisão de Merkel representou uma guinada em sua política energética, já que em 2010 havia anulado o fechamento de centrais ordenado pelo governo anterior em 2002.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos