Quase 21.000 rohingyas entraram em Bangladesh desde outubro

Dacca, 6 dez 2016 (AFP) - Quase 21.000 membros da minoria muçulmana rohingya que fogem da violência na região oeste de Mianmar entraram em Bangladesh desde outubro, anunciou a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

"Quase 21.000 rohingyas chegaram ao distrito de Cox's Bazar entre 9 de outubro e 2 de dezembro", afirmou à AFP Sanjukta Sahany, diretora da OIM para esta região do sudeste de Bangladesh, na fronteira com o estado birmanês de Rakhine.

A estimativa é baseada nos dados das diferentes agências da ONU e das ONGs presentes na região, explicou Sahany.

Desde outubro, os rohingyas seguem em grande fluxo para Bangladesh, onde o exército reforçou as patrulhas para tentar impedir a entrada.

Os rohingyas denunciam massacres, estupros coletivos e torturas por parte do exército birmanês, que em outubro iniciou uma grande operação em resposta ao ataque a várias delegacias no estado de Rakhine.

A operação militar provocou dezenas de mortes e deixou 30.000 deslocados, segundo a ONU.

Os rohingyas são considerados estrangeiros em Mianmar, apesar da presença de algumas famílias no país há várias gerações.

Eles não têm a cidadania reconhecida no país, cuja população é 95% budista. Os rohingyas vivem marginalizados da sociedade, em condições miseráveis.

sa-sj-amd/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos