Situação em Aleppo é 'vergonha' para comunidade internacional, diz Merkel

Essen, Alemanha, 6 dez 2016 (AFP) - A chanceler alemã, Angela Merkel, classificou nesta terça-feira de vergonhosa a incapacidade da comunidade internacional de ajudar a cidade síria de Aleppo.

"Aleppo é uma vergonha (...), é uma vergonha que não tenhamos conseguido estabelecer corredores humanitários, mas devemos seguir lutando", disse.

"O combate contra a ameaça assimétrica do terrorismo islamita deve ser travado em comum (...), mas ao invés disso Rússia e Irã apoiam o regime (de Bashar al) Assad em sua atuação brutal contra sua própria população", lamentou durante o congresso de seu partido, que deve aprovar sua candidatura para um quarto mandato em 2017.

Merkel também criticou a sociedade civil de seu país que não se mobiliza diante do sofrimento da população síria e prefere encher as ruas para denunciar "um projeto de acordo de livre comércio com os Estados Unidos", o TTIP, contra o qual dezenas de milhares de alemães protestaram nos últimos anos.

A situação em Aleppo, onde as forças governamentais retomaram uma grande parte dos bairros rebeldes, volta a provocar tensões diplomáticas.

A Rússia acusou nesta terça-feira os Estados Unidos de terem cancelado as conversas sobre Aleppo que especialistas dos dois países deveriam realizar na quarta-feira em Genebra.

yap-alf/ylf/cr/gm.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos