Pearl Harbor: Obama saúda aliança com Tóquio, 'inimaginável' há 75 anos

Washington, 7 dez 2016 (AFP) - O presidente americano, Barack Obama, comemorou nesta quarta-feira, data do aniversário do ataque a Pearl Harbor, a solidez da aliança entre Estados Unidos e Japão, outrora "adversários ferrenhos" e agora "aliados próximos".

"Estou ansioso para ir ao memorial do USS Arizona (na base militar de Pearl Harbor, no Havaí) no final do mês com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe", escreveu Obama em um comunicado.

"Esta visita histórica será um tributo ao poder da reconciliação", acrescentou.

Ele ressaltou que os dois países que foram inimigos agora estão ligados em "uma aliança inimaginável há 75 anos" e que continuarão a trabalhar lado a lado "por um mundo mais pacífico e mais seguro".

O ataque japonês a Pearl Harbor em 7 de dezembro de 1941, com o objetivo de aniquilar a frota americana, precipitou a entrada dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial.

A visita de Abe ao Havaí em 26 e 27 de dezembro, terá lugar alguns meses depois da visita de Obama a Hiroshima, cidade símbolo dos danos causados pela bomba atômica.

O governo japonês disse que o objetivo desta visita sem precedentes é honrar as vítimas da guerra, e não pedir desculpas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos