Senado italiano aprova orçamentos para 2017, passo prévio à renúncia de Renzi

Roma, 7 dez 2016 (AFP) - O Senado italiano aprovou nesta quarta-feira a lei de orçamentos para 2017, etapa prévia à demissão do chefe de governo Matteo Renzi após derrota em referendo.

A lei, fundamental para a estabilidade econômica do país, foi submetida a um voto de confiança, e obteve 173 votos a favor, 108 contra e nenhuma abstenção.

Renzi, que renunciou ao cargo após perder em um referendo sobre a

Constituição, aceitou permanecer no cargo mais uns dias para que o parlamento aprovasse a lei de orçamentos para 2017.

O chefe de governo poderá formalizar sua renúncia ainda nesta quarta ante o presidente da República, Sergio Mattarella.

No entanto, também poderá fazer isso na sexta, já que esta quinta é um dia festivo no país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos