Ao menos 50 mil combatentes do EI morreram em ações da coalizão em Iraque e Síria

Washington, 8 dez 2016 (AFP) - Ao menos 50 mil combatentes do grupo extremista Estado Islâmico (EI) foram mortos pela coalizão liderada pelos Estados Unidos desde o início de suas operações na Síria e no Iraque no fim de 2014, informou nesta quinta-feira um alto oficial americano.

"Não faço contas mórbidas, mas um número desta envergadura importa por seu impacto no inimigo", disse o oficial, acrescentando que a cifra de 50.000 é "uma estimativa conservadora".

wat-lby/oh/yow/tm/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos