Força aérea iraquiana diz ter bombardeado extremistas no oeste do país

Bagdá, 8 dez 2016 (AFP) - O comando conjunto iraquiano das operações militares afirmou nesta quinta-feira que a força aérea atacou na véspera dezenas de extremistas, principalmente estrangeiros, do grupo Estado Islâmico (EI) no oeste do país, perto da fronteira com a Síria.

O comando confirmou que os bombardeios mortais realizados na quarta-feira na região de Al Qaim foram dirigidos pela força aérea iraquiana.

No entanto, negou que dezenas de civis tenham morrido, como afirmaram funcionários, e classificou esta informação de propaganda do EI.

Segundo ele, a força aérea dirigiu dois bombardeios na região de Al Qaim na quarta-feira que atingiram posições dos extremistas.

O primeiro ataque foi conduzido às 09h00 GMT (07h00 de Brasília) contra um edifício de dois andares que abrigava "25 candidatos ao suicídio, sobretudo extremistas estrangeiros, comandados por Abu Maysar Al Caucazi (do Cáucaso)", disse o comunicado.

Outro bombardeio foi lançado às 09h55 GMT (07h55 de Brasília) contra outro imóvel no qual se encontravam entre 30 e 40 combatentes do EI, em sua maioria estrangeiros, segundo o texto.

Na quarta-feira, o chefe do Parlamento, Salim Juburi, indicou que os bombardeios haviam provocado a morte e ferido dezenas de civis em um mercado de Al Qaim. Disse que tornava "o governo responsável por erros assim" e pediu a abertura de uma investigação imediatamente.

O comando militar negou ter atingido um mercado e afirmou que o incidente no mercado havia sido provocado por um carro-bomba do EI que explodiu acidentalmente ou deliberadamente por motivos de propaganda.

A Amaq, órgão de propaganda do EI, publicou na quarta-feira à noite um vídeo que mostrava cenas de caos em um mercado com corpos espalhados nas ruas e feridos.

ak-jmm/tp/feb/jvb/jz/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos