Farc viola trégua na Colômbia

Bogotá, 10 dez 2016 (AFP) - A guerrilha das Farc violou em novembro o protocolo de cessar-fogo bilateral que mantém com o governo da Colômbia, ao realizar ações violentas que deixaram dois mortos, informou nesta sexta-feira o mecanismo de monitoramento da trégua.

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) "violaram o estabelecido no protocolo" que "rege o cessar-fogo e de hostilidades bilateral e definitivo (CFHBD), ao executar atos de violência e ameaça que colocaram em risco a vida e a integridade pessoal contra a população civil", destaca o comunicado do Mecanismo de Monitoramento e Verificação (MM&V) da trégua.

Integrado por representantes do governo da Colômbia, das próprias Farc e das Nações Unidas, o MM&V estabeleceu que a violação ocorreu no dia 12 de novembro passado, no departamento de Nariño, na fronteira com o Equador.

Na ocasião, o grupo rebelde realizou "alguns atos de hostilidade contra comunidades da região", durante os quais "duas pessoas deste grupo ficaram feridas e duas morreram".

"As Farc assumiram a responsabilidade pelos fatos", destaca o comunicado do MM&V.

Um dia após a violação do cessar-fogo em Nariño, outros dois guerrilheiros das Farc morreram em um confronto com o Exército no departamento de Bolívar, em outro caso já analisado pelo MMV e no qual também se estabeleceu a responsabilidade dos rebeldes na violação dos protocolos.

O governo do presidente Juan Manuel Santos e as Farc fecharam um acordo de paz que entrou em vigor na semana passada com sua aprovação no Congresso. O tratado foi renegociado após a rejeição do pacto original, em referendo.

De fato, um cessar-fogo bilateral estava em vigor na Colômbia desde o final de agosto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos