Dois irmãos detidos na Bélgica por vínculos com grupo Estado Islâmico

Bruxelas, 10 dez 2016 (AFP) - Dois irmãos, um homem e uma mulher muçulmanos sérvios estabelecidos na Bélgica e suspeitos de terem vínculos com o grupo Estado Islâmico (EI), foram detidos, informou neste sábado à AFP a procuradoria federal belga.

As detenções ocorreram há uma semana e a Justiça está se ocupando da investigação, informou o porta-voz Eric Van der Sypt.

O jovem de 21 anos e sua irmã, de 19, teriam ajudado em traduções para a revista de propaganda do EI "Dabiq". No celular do jovem foram encontrados vídeos curtos de conteúdo violento, entre eles vários de execuções.

Os dois suspeitos provêm de uma família muçulmana sérvia que fugiu da guerra há 16 anos para se estabelecer na Bélgica. Ambos frequentaram a escola neste país e teriam se radicalizado através dos pais.

As traduções foram enviadas através do serviço de mensagens criptografado Telegram, utilizado frequentemente pelos simpatizantes do EI e seus recrutadores.

Membro da coalizão internacional que combate o EI em Iraque e Síria, a Bélgica sofreu um duplo atentado que deixou 32 mortos em 22 de março no aeroporto e no metrô de Bruxelas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos