ONU exige que presidente em fim de mandato de Gâmbia entregue o poder

Nações Unidas, Estados Unidos, 10 dez 2016 (AFP) - O Conselho de Segurança das Nações Unidas exigiu neste sábado que o presidente em fim de mandato de Gâmbia, Yahya Jammeh, entregue o poder ao presidente eleito depois de o primeiro rejeitar o resultado das eleições.

Em uma resolução aprovada por unanimidade, os 15 membros do Conselho de Segurança pediram a Jammeh que "respeite a decisão soberana do povo de Gâmbia, como fez em 2 de dezembro de 2016, e entregue o poder, sem condições, nem postergações, ao presidente eleito, Adama Barrow".

No poder deste país oeste-africano há 22 anos, Jammeh tinha aceitado a derrota no dia seguinte à eleição de 1º de dezembro, uma atitude que surpreendeu seus críticos.

Mas na sexta-feira, ele voltou atrás e anunciou que não aceitaria os resultados.

Os membros do Conselho de Segurança "condenaram firmemente" a decisão de Jammeh de rechaçar os resultados e convocar uma nova eleição.

Solicitaram-lhe que "faça um processo de transição pacífico e ordeiro e pediram-lhe que garanta a segurança do presidente eleito Adama Barrow e de todos os cidadãos de Gâmbia".

Candidato por consenso e apoiado por uma coalizão de grupos da oposição, Barrow pediu no sábado a Jammeh que aceite a derrota, argumentando que não tinha base legal para não aceitar os resultados das eleições.

Membro não permanente do Conselho de Segurança, o Senegal pediu uma reunião para discutir a crise e, segundo diplomatas, poderá ser realizada na segunda-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos