Tibetano se imola com fogo para protestar por presença chinesa

Pequim, 10 dez 2016 (AFP) - Um tibetano se imolou com fogo no noroeste da China para protestar contra a presença chinesa no Tibet.

O homem pediu a volta do Dalai Lama à região enquanto ateava fogo às próprias vestes em Maqu, província de Gansu, informou a associação Campanha Internacional para o Tibet.

Tashi Rabten tinha 30 anos e a polícia prendeu sua esposa, dois de seus filhos e outros membros de sua família por terem reclamado seu corpo.

Segundo a ONG, Rabten se matou no mesmo lugar e da mesma forma que um parente seu em março de 2012.

É a 145º pessoa que se mata com fogo no Tibet e em outras regiões chinesas desde 2009, segundo o governo tibetano no exílio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos