Embaixador russo na ONU confirma acordo para retirada de rebeldes em Aleppo

Nações Unidas, Estados Unidos, 13 dez 2016 (AFP) - O governo sírio aceitou que os rebeldes abandonem a cidade de Aleppo, provavelmente nas próximas horas, afirmou nesta terça-feira o embaixador russo russo ante a ONU.

"Minha última informação é que de fato foi alcançado um acordo no terreno para que os combatentes deixem a cidade", afirmou Vitaly Churkin aos jornalistas.

Esse acordo, promovido pela Rússia e Turquia para a retirada nas próximas horas de civis e rebeldes da cidade síria de Aleppo, foi anunciado mais cedo por chefe de um influente grupo rebelde.

Segundo Yasser al Yousef, do grupo Nuredin al Zinki, o acordo entrará em vigor nas próximas horas e foi concluído por incentivo da Rússia e Turquia, que apoiam o regime e os rebeldes, respectivamente.

"A retirada de feridos e civis será feita em primeiro lugar. Depois os rebeldes sairão com suas armas", acrescentou.

Uma fonte do Ahrar al Sham, outro destacado grupo rebelde islamita, confirmou a notícia à AFP.

Este anúncio acontece quando os rebeldes perderam a quase totalidade de seu reduto no leste de Aleppo, o que representa a maior vitória do regime desde o início do conflito em 2011.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos