Kanye West deixa hospital e se reúne com Trump

Nova York, 14 dez 2016 (AFP) - O rapper Kanye West conseguiu surpreender mesmo em um ano político mais atípico que o normal. West se reuniu com o presidente eleito Donald Trump, sendo essa a primeira aparição do artista em público após ser diagnosticado com colapso nervoso.

Uma das poucas celebridades a apoiar Donald Trump, Kanye apareceu na manhã desta terça-feira (13) com sua equipe e seu próprio cinegrafista na Trump Tower e seguiu no elevador rumo ao apartamento do empresário, localizado no arranha-céu.

Na saída, após cerca de 40 minutos de conversa com o presidente eleito, Kanye declarou que ambos falaram sobre "a vida".

"Somos amigos, somos amigos. Ele é um bom homem. Somos amigos há tempos", relatou Trump.

O rapper respondeu às questões dos repórteres, incluindo se pretende cumprir sua promessa de concorrer à Presidência em 2020. Em tese, ele e Trump seriam adversários na corrida pela Casa Branca.

"Estou aqui apenas para tirar uma foto agora", desconversou West, antes de posar para uma foto sorrindo.

Posteriormente, West revelou no Twitter que discutiu "temas multiculturais" com Trump, como assédio, educação e a violência em sua cidade natal, Chicago.

"Sinto que é importante ter uma linha direta de comunicação com nosso futuro presidente se desejamos verdadeiramente uma mudança".

O gabinete de transição do presidente Trump foi econômico nos comentários sobre o encontro, mas o "site" de entretenimento E! News afirmou que Trump queria envolver West como embaixador na área de "liderança empreendedora".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos