Farc afasta cinco comandantes dissidentes

Bogotá, 14 dez 2016 (AFP) - A guerrilha colombiana das Farc afastou de suas fileiras cinco chefes que "entraram em contradição" com a linha político-militar da organização que firmou o acordo de paz com o governo do presidente Juan Manuel Santos, informou nesta terça-feira o grupo rebelde.

Em um comunicado, o Estado-Maior das Farc assegurou que "adotou a decisão de afastar de suas fileiras Gentil Duarte, Euclides Mora, John Cuarenta, Giovanny Chuspas e Julián Chollo, que até recentemente cumpriam tarefas de comando na organização".

O grupo guerrilheiro está a caminho para entregar as armas, após um acordo firmado com o governo Santos.

No comunicado, o Estado-Maior das Farc faz um apelo aos guerrilheiros que estão sob o comando dos cinco dissidentes "para que se afastem da equivocada decisão adotada por seus chefes imediatos e regressem às fileiras das Farc, onde serão acolhidos por seus camaradas".

As Farc acrescentam que o momento histórico da Colômbia não deve ser bloqueado por um "grupo de insensatos que, ignorando os desejos de paz da imensa maioria do nosso povo, se lança no abismo por ambição pessoal".

A decisão das Farc sobre os dissidentes ocorre no momento em que a Corte Constitucional aprova um mecanismo expresso, conhecido como 'fast track', para que o Congresso valide rapidamente as leis que permitirão aplicar o acordo de paz entre o governo e o grupo guerrilheiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos