Pequim reforça defesas em ilhotes do Mar da China Meridional

Washington, 14 dez 2016 (AFP) - Imagens de satélites revelam que Pequim aparentemente instalou "importantes" armas em uma série de ilhas artificiais que constrói no Mar da China Meridional, anunciou nesta quarta-feira um centro de reflexão com sede em Washington.

Pequim criou sete ilhotes artificiais no arquipélago Spratly nos últimos anos.

Apesar de Pequim afirmar que não pensa em militarizar as disputadas águas do Mar da China Meridional, imagens de satélites revelam a instalação de equipamentos militares e pistas de pouso mais longas.

As últimas imagens, difundidas pela Asia Maritime Transparency Initiative (AMTI), mostram uma série de estruturas hexagonais em cada um dos sete ilhotes, que parecem ser armas antiaéreas e sistemas de armas de defesa aproximada (CIWS).

"A instalação destas armas e dos supostos CIWS revelam que Pequim leva a sério a defesa destas ilhas artificiais para o caso de uma contingência armada no Mar da China Meridional", avalia a AMTI, que integra o Center for Strategic and International Studies.

O tema do Mar da China Meridional tem sido uma questão polêmica durante anos. China, Filipinas, Brunei, Malásia e Vietnã reclamam sua soberania sobre estas águas, que constituem importantes rotas de comércio internacional e supostamente abrigam reservas significativas de petróleo e gás.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos