Rússia diz que exército sírio retomou combates em Aleppo após violação da trégua por rebeldes

Moscou, 14 dez 2016 (AFP) - O exército sírio retomou os combates em Aleppo para responder aos ataques rebeldes, anunciou nesta quarta-feia o exército russo, principal aliado das tropas de Bashar al-Assad.

"Aproveitando a trégua, os rebeldes se reagruparam ao amanhecer e tentaram ultrapassar as posições das tropas sírias no noroeste de Aleppo", afirma um comunicado do exército russo.

"O ataque terrorista foi rejeitado. O exército sírio prolongou as operações de libertação", completa o comunicado, sem informar sobre eventuais operações militares em curso na segunda cidade da Síria, que está prestes a cair nas mãos do governo após quatro anos de combates.

Os combatentes rebeldes deveriam abandonar Aleppo ao amanhecer através do bairro de Salahedin, mas a coluna de ônibus foi alvo de disparos rebeldes, indicou o comunicado do ministério russo da Defesa.

Pouco antes, em um fórum diplomático em Moscou, o ministro russo de Relações Exteriores, Sergueï Lavrov, havia declarado que a resistência rebelde duraria dois ou três dias.

"Espero que a situação se solucione em dois ou três dias", disse Lavrov, citado pelas agências de notícias russas.

"Os combatentes abandonarão sua resistência em dois ou três dias", acrescentou.

"Criamos corredores humanitários pelos quais milhares de civis saem ou saíram" de Aleppo, disse Lavrov.

Os civis evacuados "recebem uma ajuda humanitária", insistiu o ministro russo.

"O importante agora é acabar com a tragédia de Aleppo", acrescentou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos