Criado na Colômbia grupo político que representará Farc no Congresso

Bogotá, 15 dez 2016 (AFP) - Como uma força cidadã que zelará pelo cumprimento do acordo de paz com as Farc, na Colômbia, foi apresentado nesta quinta-feira o grupo político que representará esta guerrilha na implementação no Congresso do pacto para superar meio século de conflito.

Vozes de Paz e Reconciliação "é um grupo de colombianos" que assumiu "a difícil, mas reconfortante tarefa de contribuir para que se consolidem as condições para a transformação das Farc-EP em um partido político legal", disse Imelda Daza, uma das representantes da coletividade, em entrevista em Bogotá.

"Nossas vozes serão as vozes do acordo de paz", acrescentou, ao falar do grupo do qual não fazem parte membros ativos dos insurgentes, cujos integrantes estão em trânsito para as regiões onde se concentrarão para depor as armas em um prazo máximo de seis meses.

No acordo de paz assinado em 24 de novembro entre o governo de Juan Manuel Santos e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc, marxistas) se estabelece que os rebeldes tenham seis representantes no Congresso, com voz, mas sem voto, enquanto se implementa o que foi pactuado.

O Parlamento, que referendou o acordo após sua renegociação depois que o pacto original foi rejeitado em um plebiscito, terá que aprovar diferentes atos legislativos e reformas constitucionais para a implementação.

Os membros do Vozes de Paz participarão exclusivamente dos debates relacionados com o acordo de paz, indicaram as partes em um comunicado conjunto.

No Senado estarão o advogado constitucionalista e porta-voz do grupo, Pablo Cruz, o economista Jairo Estrada e a defensora de direitos humanos Judith Maldonado.

Na Câmara Baixa estarão Daza, economista membro da esquerdista União Patriótica (UP), grupo vítima de um massacre nos anos 1980 e 1990; o líder estudantil Jairo Rivera e Francisco José Tolosa, fundador do movimento Marcha Patriótica.

O grupo não descarta fazer parte da coletividade que surgir da reincorporação das Farc à legalidade assim que depuserem as armas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos