Presidente da Colômbia recebe prêmio católico

Assis, Itália, 17 dez 2016 (AFP) - "Eu queria ser instrumento de paz" para a Colômbia, afirmou neste sábado o presidente colombiano Juan Manuel Santos ao receber em Assis, centro da Itália, a "Lâmpada da paz de São Francisco", conhecida como Nobel dos católicos.

"Muitos dos que me acompanharam nesta tarefa também foram 'instrumentos de paz'. Que grande privilégio nesta vida!", disse o presidente colombiano, que dedicou o prêmio, como já havia feito no sábado passado em Oslo ao receber o Nobel da Paz, às vítimas e aos que "tendo feito a guerra estão dispostos a ser construtores de uma nova sociedade marcada pela convivência", disse.

"Sei que a lâmpada me converte no 'embaixador mundial da paz' e a entendo como um símbolo que me compromete ainda mais, como pessoa e como católico, a trabalhar pela paz e reconciliação em meu país e no mundo", afirmou.

"Recebo esta honra e a missão que ela contém em nome daqueles que na Colômbia morreram pela paz; em nome das milhões de vítimas que hoje têm a esperança de ver cumpridos os seus direitos", completou.

Santos assinou com a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) um acordo histórico de paz para aabar com mais de 50 anos de conflito.

A cerimônia solene aconteceu na basílica Superior de São Francisco de Assis.

A visita de Santos a Assis é a última etapa da viagem à Itália e ao Vaticano, onde se reuniu na sexta-feira com o papa Francisco e também com o ex-presidente colombiano Álvaro Uribe, opositor ferrenho dos acordos de paz, em uma inédita mediação do pontífice que, ao que parece, não teve resultados positivos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos