Centenas de pessoas conseguem deixar Aleppo apesar de adiamento da evacuação

Beirute, 18 dez 2016 (AFP) - Trezentas e cinquenta pessoas puderam ser retiradas na noite deste domingo do reduto rebelde de Aleppo, informou à AFP um representante médico no local, apesar de a retomada da evacuação ter sido adiada pelo regime após um ataque de homens armados a ônibus que retiravam civis.

"Cinco ônibus transportando 350 pessoas chegaram do leste de Aleppo, dos bairros cercados", indicou à AFP Ahmad al-Dbis, chefe de uma unidade de médicos e voluntários que coordena a evacuação perto de Khan al-Assal, território rebelde a oeste da metrópole aonde chegam os removidos.

"O estado deles é terrível, não comeram, não beberam, as crianças se resfriaram", descreveu.

O diretor do Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), Rami Abdel Rahman, assinalou que Rússia e Turquia pressionaram Damasco a autorizar a saída deste comboio, que conseguiu chegar ao último dos postos de controle do governo. Os passageiros se negavam a retornar ao ponto de partida.

str-tgg/sk/fjb/aoc/lb

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos