Pentágono confirma morte de dois líderes da Al Qaeda no Afeganistão

Washington, 20 dez 2016 (AFP) - Um ataque dos Estados Unidos contra um importante líder da Al Qaeda no Afeganistão em outubro passado matou também outros dois combatentes de alto nível, informou o Pentágono nesta segunda-feira.

O Departamento de Defesa já tinha anunciado em novembro a morte Faruq al-Qahtani, emir da Al Qaeda para o nordeste de Afeganistão, falecido em um ataque aéreo teleguiado em 23 de outubro na província de Kunar.

O secretário de imprensa do Pentágono, Peter Cook, confirmou que o ataque também matou seu adjunto, Bilal al-Utabi, assim como Abd al-Wahid al-Junabi, qualificado como "especialista em explosivos da Al Qaeda".

"Os três estavam envolvidos ativamente em colaborar e concretizar ataques terroristas dentro e fora do Afeganistão", disse Cook.

A Direção Nacional de Segurança do Afeganistão já tinha confirmado a morte de Utabi.

O Pentágono tentou ativamente caçar Qahtani durante quatro anos.

O falecido tinha laços de longa data com o líder Osama bin Laden antes de ter sido abatido durante uma incursão de um comando americano em 2011 em seu esconderijo em um complexo do Paquistão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos