Ex-presidente israelense Katzav deixa a prisão

Ramla, Israel, 21 dez 2016 (AFP) - O ex-presidente israelense Moshé Katzav, que cumpria pena de sete anos de prisão desde 2011 por estupro, saiu nessa quarta-feira da cadeia devido a uma liberação antecipada, constatou um fotógrafo da AFP.

Rodeado por familiares e amigos, Katzav entrou em um carro após sair da prisão de Maassiyahu, em Ramla, Israel (centro).

No domingo, ele obteve uma redução de pena da Comissão de Liberação, cinco anos depois de ter sido preso.

Katzav foi reconhecido culpado por violar duas de suas colaboradoras quando era ministro de Turismo nos anos 90. Também foi declarado culpado de assédio sexual, suborno de testemunhas, e de obstruir a justiça.

Forçado a pedir demissão em 2007 por causa das acusações dirigidas a ele, ele foi encarcerado em 7 de dezembro de 2011 em uma prisão próxima à Tel Aviv.

Moshé Katzav permanece submetido à certas restrições: não pode viajar ao exterior, deve permanecer em seu domicílio das 22H00 às 06H00, e não pode conceder entrevistas durante dois anos, período que passou na prisão, como informam fontes judiciais.

jg-mib/vl/me/jz/bn/

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos