Rússia considera cedo para dizer quem está por trás do assassinato de embaixador na Turquia

Moscou, 21 dez 2016 (AFP) - O Kremlin considera que é muito cedo para dizer que está por trás do assassinado do embaixador russo na Turquia, depois que Ancara acusou o pregador turco no exílio Fethullah Gülen.

"Moscou considera que é necessário esperar os resultados do trabalho do grupo de investigação (russo-turco), que começou ontem (terça-feira) em Ancara. Não devemos tirar conclusões precipitadas até que a investigação determine quem está por trás do assassinato de nosso embaixador", declarou o porta-voz do Kremlin, Dimitri Peskov.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos