Malta mantém sequestradores de avião líbio em detenção

Valetta, 25 dez 2016 (AFP) - Os dois líbios que sequestraram na sexta-feira um avião líbio e o desviaram para Malta foram apresentados neste domingo perante um tribunal maltês que decidiu mantê-los em detenção, informou uma fonte judicial.

Os dois homens, Musa Saha e Ali Ahmed Saleh, se declararam inocentes de uma série de acusações, incluindo do sequestro do avião e ameaça contra um passageiro.

Eles podem ser condenados a sentenças de prisão perpétua.

De acordo com fontes próximas à investigação, os dois líbios se recusaram a responder as perguntas durante o interrogatório.

O avião, um Airbus A320 da companhia Afriqiyah Airways, partiu de Sabha, no sul da Líbia, com 28 mulheres, 82 homens e um bebê, além de seis membros da tripulação a bordo, em direção a Tripoli.

Mas os sequestradores forçaram o piloto a continuar cerca de 350 km mais ao norte para Malta. Eles finalmente concordaram em se render e foram presos em posse de armas falsas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos