Cuba presta homenagem militar a Fidel em mensagem indireta a Trump

Havana, 2 Jan 2017 (AFP) - Soldados e milicianos cubanos desfilaram nesta segunda-feira na Praça da Revolução de Havana em homenagem ao recém-falecido líder histórico Fidel Castro enviando uma mensagem indireta ao presidente eleito americano Donald Trump.

"Cuba não vai renunciar a um só de seus princípios", afirmou a líder estudantil Jennifer Bello ante o presidente Raúl Castro e a elite política e militar da ilha.

Trump declarou seu propósito de deter ou reverter o processo de aproximação iniciado em dezembro de 2014 se não obtiver um acordo mais vantajoso que seu antecessor, Barack Obama.

A presidente da Federação de Estudantes Universitários (FEU), única oradora do dia, afirmou que o processo de aproximação com os Estados Unidos será longo e ainda há muito a ser feito.

Entre os obstáculos, citou o levantamento do embargo vigente desde 1962 e a devolução do território que a base naval de Guantánamo ocupa no leste da ilha.

Além de recordar Fidel, falecido em 25 de novembro passado, também foram comemoradas outras datas históricas, como um levante revolucionário em 1956 em Santiago de Cuba, o desembarque dos expedicionários do iate Granma naquele ano e o aniversário das Forças Armadas Revolucionárias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos